MANEJO DE PEIXES NO INVERNO

 

Euclydes Ruy de Almeida Dias1
Lídia Sumile Maruyama2

A construção e o manejo de Cercos Fixos para a captura de tainhas na Região de Cananéia (SP), e o convívio com pescadores locais nos ensinaram a observar o tempo, pois aproximadamente ao redor do dia 20 de abril, começam a chegar as primeiras ondas de frio do ano e as tainhas ovadas saem para o mar, dando início a migração reprodutora.
1) Nas pisciculturas e pesqueiros deve-se começar o manejo de inverno em abril, nessa ocasião alguns pesqueiros da região de São Paulo, levam seus peixes como o Matrinchã para locais mais quentes e chegam a trazer trutas para repovoar os viveiros atraindo muitos pescadores. Os peixes não devem ser manejados no inverno, sob pena de não suportarem o frio. Já presenciamos a morte de tambaquis, pacus, tambacus e outros peixes manejados nessa época.
2) A ração extrusada que é flutuante, deve ser substituída pela ração peletizada que vai ao fundo, evitando assim que os peixes fiquem na superfície, sofrendo queimaduras solares no dorso, perdendo muco e em seguida atacado por fungos (Saprolegna) levando o peixe à morte.
3) A quantidade de ração dada que é normalmente de 3 a 5 % da biomassa deve ser diminuída para apenas 1 %.
4) A densidade de estocagem deve ficar no máximo entre 500 e 800 g por metro quadrado de superfície líquida, sendo essa operação executada preferencialmente no mês de abril.
5) Como o Oxigênio Dissolvido é mais alto em temperatura mais frias, o fluxo de água pode ser diminuído, e se o monge permitir, aumentar a altura da coluna de água para 2,00 m ou mais. A água demora mais tempo para se aquecer do que o solo mas em compensação demora mais tempo para esfriar, daí a importância de um maior volume, que dará maior conforto para os peixes, ficando a temperatura da água mais estabilizada.
6) Maior importância deve ser dada, no mês de abril, para a transparência da água medida pelo Disco de Secchi. Essa transparência deve ser a menor possível, entre 20 e 30 cm, pois o plancton funciona como um verdadeiro filtro solar. Entretanto, não é aconselhável adubar viveiros no inverno, daí a importância de começar o manejo do plancton no mês de abril.
7) Monitorar também o pH, acrescentando calcário, mantendo ao redor de 7,5. Não deixar ultapassar 8,0 pois o pH alto pode causar mortandade de carpas.
8) Não comprar, não vender, não transportar, não manejar peixes no inverno, com exceção das carpas que apreciam o frio, suportando temperaturas de 0º C a 40º C, podendo, serem comercializadas e transportadas em pleno inverno.

Referências Bibliograficas:
APOSTILA CURSO DE PISCICULTURA ABRACOA 1998 Manejo de Inverno

(1) Pesquisador Científico - Instituto de Pesca - APTA - SAA - SP
(2) Bióloga -Estagiária do Instituto de Pesca - APTA - SAA - SP

<<<voltar